Portal da Minhoca

Curso de Minhocultura 2.17

Durante o primeiro final de semana de dezembro, na capital de Minas Gerais, a Minhobox realizou o segundo Curso de Minhocultura de 2017. Pessoas vindas de todas as regiões do Brasil se deslocaram à Belo Horizonte em busca de conhecimentos zootécnicos e mercadológicos para empreenderem na minhocultura como também de instruções técnicas para darem destinação ecológica ao lixo orgânico produzido em suas próprias residências, utilizando minhocas.

Nos dias 2 e 3 de dezembro, os participantes conheceram a vasta experiência da Minhobox obtida desde 1993 no desenvolvimento de novas tecnologias na criação de minhocas aplicadas nos minhocários implantados pela empresa em dezenove países.

 

curso117

Enquanto falava sobre a reprodução de minhocas, o prelecionista explicou sobre os danos da consangüinidade na minhocultura, da importância da biomassa de cada espécie comercial, da porosidade e da qualidade nutricional do substrato como fatores promotores da maximização reprodutiva.

 

 

curso117

 

Os participantes deste curso conheceram o Minholix, um reciclador biológico de restos orgânicos domésticos, inventado pela Minhobox para dar solução às inconveniências das composteiras. Orientado por um aplicativo, o usuário desta patente pode reciclar restos de comida e esterco de cães.

 

 

curso117

 

No intervalo da parte teórica, na tarde de sábado, os inscritos no evento puderam conhecer uns aos outros, expor aos demais suas próprias experiências, suas condições e suas pretensões com a minhocultura enquanto apreciavam o legítimo pão-de-queijo mineiro.

 

 

curso117

 

Um grupo de cursistas observa a planária, um dos diversos predadores de minhocas apresentados no evento. Este platelminto tem preferência por ambientes úmidos, como o próprio substrato da minhocultura que, ao acessá-lo, promove ataques letais às minhocas.

 

 

curso117

 

Participantes do evento vêem espécies de minhocas incomuns com potencial de uso na minhocultura, como alternativas para se contornar o equívoco histórico e universal de se adotar exclusivamente a vermelha-da-califórnia (Eisenia andrei) para povoar os minhocários.

 

 

curso117

 

Na aula prática, o zootecnista apresenta o fundo da caixa Minhobox removível, sem orifícios e telas, através do qual se transferem as minhocas de uma caixa com substrato humificado para uma outra caixa abastecida de um substrato novo, depois de sobrepostas por cinco dias.

 

 

curso117

 

A turma teve a oportunidade de conhecer o colchão e os acessórios utilizados no Minhobed: o ninho, onde as matrizes se acasalam e depositam seus casulos, as plaquetas-calendário, para fazerem o controle zootécnico do minhocário, e a enxada plástica, para a distribuição do substrato no tabuleiro.

 

 

curso117

Provenientes de norte a sul do Brasil, os participantes deste curso tinham relação com o lixo orgânico domiciliar através da minhocultura, seja para darem a destinação ecológica dos resíduos gerados nas suas próprias residências ou para produzirem matrizes para atender o mercado desta finalidade.