Inscreva-se para receber, toda semana, o Boletim da Minhoca com informações importantes sobre minhocas e minhocultura.

Minhobox | Boletim da Minhoca
x
PORTAL DA MINHOCA
  • Idioma Português
  • Idioma Espanhol
  • Idioma Inglês
Boletim da Minhoca

Revolvimento da matéria-prima

  • Revolvimento da matéria-prima
  • Gostaria de saber qual a função dos revolvimentos durante o preparo do substrato?
    Sérgio Luiz Nogueira Reis - Senador Firmino, MG

A minhocultura criteriosa, independentemente da escala de produção, caseira ou industrial, deve ser dividida impreterivelmente em duas etapas distintas e separadas: antes de o minhocultor criar minhocas, ele deve criar microrganismos! Esses dois tipos de criaturas devem ser criados isoladamente porque as melhores condições de vida de ambos são bem diferentes.

Qualquer tipo de resíduo orgânico deve ser previamente tratado para se transformar em substrato para as minhocas, que é, coincidentemente, o alimento para consumirem e, sobretudo, o ambiente para viverem. E este tratamento nada mais é do que a manutenção de uma microfauna sapróbia, termofílica e aeróbica. Noutras palavras, são bactérias, fungos e actinomicetos que decompõem resíduos orgânicos, exigem muita oxigenação e vivem melhor sob o calor de 45 a 65º Celsius.

Os procedimentos para o preparo da matéria-prima incluem, justamente, a promoção destas melhores condições de vida dessa microfauna: um deles é o revolvimento do material.

Os resíduos orgânicos de qualquer procedência, em pequeno ou grande volume, dispostos em leiras ou acondicionados em recipientes, devem ser periodicamente revolvidos pelos seguintes motivos:

1 – promoção da oxigenação: ao se remexer o material, está se incorporando ar nas porções internas do resíduo orgânico e se favorecendo a proliferação e desenvolvimento de uma microfauna aeróbica exigente por oxigênio;

2 – disseminação da microfauna: a concentração dos microrganismos num volume estagnado de resíduos orgânicos é variável conforme as condições de cada ponto do material. Ao se revolver a matéria-prima, os microrganismos são disseminados e a distribuição deles se homogeneíza;

3 – ajuste da temperatura: a atividade microbiana provoca, naturalmente, o aumento da temperatura. Revolvendo os resíduos orgânicos, se promove a dissipação do calor e se impede que a faixa de temperatura exceda a teores superiores e desfavoráveis à melhor atuação da microfauna termofílica;

4 – uniformização da granulação: revolvendo a matéria-prima periodicamente, se uniformiza o tamanho das partículas que a compõem. Ao final do tratamento, o diâmetro dos grânulos deve medir carca de dois centímetros, assegurando a porosidade favorável à segunda etapa da minhocultura, a criação das minhocas.

 

 

Afrânio Augusto Guimarães – zootecnista / MINHOBOX
Jornal da Minhoca - edição 83 - março de 2020
Atualizada em outubro de 2020
  • Imprima esta página.
    Imprima esta página.
  • Envie esta página para alguém.
    Envie esta página para alguém.
  • Envie uma mensagem para a Minhobox.
    Envie uma mensagem para a Minhobox.
  • Deixe seu comentário sobre esta página.
    Deixe seu comentário sobre esta página.
  • Compartilhe esta página no Facebook.
  • Recomende esta página pelo Twitter.
  • Recomende esta página pelo Google+.
Deixe seu comentário sobre esta página.
Enviar
Envie esta página para alguém.
Envie uma mensagem para a Minhobox.

Notice (8): Undefined variable: usemob [APP/View/Elements/LojaInterno2.ctp, line 31]

 

 

 

 

Notice (8): Undefined variable: usemob [APP/View/Elements/LojaInterno2.ctp, line 113]